Serviços > Migração > Título de Identificação de Trabalhador Não-residente (TI/TNR)
  Nome do serviço
  Título de Identificação de Trabalhador Não-residente (TI/TNR)
  Descrição do serviço
(âmbito do serviço)
 
Pedido, renovação, emissão de 2ª via, substituição e cancelamento do "Título de Identificação de Trabalhador Não-residente (TI/TNR)" de Trabalhadores Não Residentes (TNR) que são autorizados a contratar pelo empregador da RAEM.
  Entidade responsável
(Entidade de atendimento)
 
Subdivisão de Trabalhador Não Residentes do Departamento para os Assuntos de Residência e Permanência
  Outras entidades /
serviços públicos
  Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais
  Local de atendimento dos pedidos
  1.
Departamento para os Assuntos de Residência e Permanência, Edf. de serviços de Migração do Corpo de PolÍcia de Segurança Pública Travessa Um do Cais de Pac On, Taipa, Macau.
  2.
Área K do 1.° piso do Centro de Serviços da RAEM da Rua Nova da Areia Preta n.º 52 (Apenas os seguintes serviços: 1. Renovação, actualização do prazo ou cancelamento do Título de Identificação de Trabalhador Não-residente de trabalhadores domésticos e trabalhadores especializados"; 2. Emissão de 2.a via da carta do código do TNR; 3. Levantamento de Título de Identifacação de Trabalhador Não Residente)
  3.
Área C do 3.° piso do Centro dos Serviços da RAEM das Ilhas da Rua de Coimbra, n.º 225, na Taipa (Apenas os seguintes serviços: 1. Renovação, actualização do prazo ou cancelamento do Título de Identificação de Trabalhador Não-residente de trabalhadores domésticos e trabalhadores especializados; 2. Emissão de 2.a via da carta do código do TNR; 3. Levantamento de Título de Identificação de Trabalhador Não-residente)
  Horário de funcionamento
  1. Departamento para os Assuntos de Residência e Permanência
    2ª - 5ª 09H00 - 17H45
    09H00 - 17H30
    Fechado aos Sábados, Domingos e Feriados oficiais
   
Hora de cessasão de distribuição de senhas:
às 16H30 (para tratamento de requerimento)
às 17H15 (para levantamento de TI/TNR, emissão de carta de código de TI/TNR de 2a ou entrega de documentos em falta)
  2. Centro de Serviços da RAEM e Centro dos Serviços da RAEM das Ilhas
    2ª - 6ª 09H00 - 18H00
    Fechado aos Sábados, Domingos e Feriados oficiais
  Formas de consulta
  Pessoalmente : local de atendimento acima mencionado
  Tel. : (853) 2872 5488
  Fax : (853) 8897 0300
  Correio electrónico : sminfo@fsm.gov.mo
  Via Internet:  
 
Sistema de consulta do Requerimento da "Autorização de Permanência para TNR" em fase de apreciação inicial e em fase de apreciação preliminar (apenas para os trabalhadores não especializadose trabalhadores domésticos oriundo da China Continental)
https://www.fsm.gov.mo/psp/SMGQuerySystem/tnr.aspx
Sistema de consulta sobre a data prevista para o levantamento do TI/TNR.
https://www.fsm.gov.mo/psp/SMGQuerySystem/tnr2.aspx
Sistema de consulta do resultado dos pedidos de renovação da "Autorização de Permanência para TNR" (apenas para os trabalhadores não especializadose trabalhadores domésticos oriundo da China Continental)
https://www.fsm.gov.mo/psp/SMGQuerySystem/tnr3.aspx
Serviços electrónicos para TNR
https://www.fsm.gov.mo/psp/SMGQuerySystem2/tnrquery6/tnr6login.aspx
Sistema de Consulta acerca das "Autorizações de Contratação" Caducadas (Artº 12º da Lei n.º 21/2009)
https://www.fsm.gov.mo/psp/SMGQuerySystem/tnr4p.aspx
Sistema de consulta acerca do título de entrada para fins de trabalho
https://www.fsm.gov.mo/psp/SMGQuerySystem2/TRABALHO.aspx
  Marcação Prévia
 
Trabalhadores especializados e trabalhadores domésticos (oriundos do Estrangeiro, excepto da China Continental) devem usar o serviço de marcação prévia on-line, favor de clicar aqui para introduzir.
  Perg. Frequentes
(Versão Vietnamita)
 
  Perg. Frequentes
(Versão Indonésia)
  Tanya-Jawab Revisi Undang-undang Perekrutan Pekerja Non-Penduduk

Pedido
  Tipo de serviço
  Pedido
  Serviços relacionados
(informações relacionadas)
 
  Certidões
 
  1. Declaração comprovativa de que decorre o pedido do requerente
  2.
Certidão comprovativa de que os documentos são cópias extraídas do processo do requerente
  3.
Certidão de confirmação de Residentes da China Continental com estatuto de trabalhador em Macau
  4. Certidão narrativa da validade da "Autorização de Permanência"
  5. Outras certidões emitidas de acordo com informação constante no processo.
  Formalidades de registo para a passagem automática para os não residentes de Macau
  Destinatário e requisitos
  I. Destinatários e requerentes:
    1. Empregadores;
    2.
Agências de emprego licenciadas indicadas pelos empregadores(Vide página electrónica da Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais de Macau http://www.dsal.gov.mo/);
    3.
Representantes legais dos empregadores, no acto de tratamento das formalidades, devem entregar:
     
(1)
Procuração autenticada;
(2)
Fotocópia do seu documento de identificação válido.
  II. Requisitos:
    1. Os empregadores devem ser titulares de “Autorização de Contratação” válida;
    2.
Os trabalhadores não residentes devem ser em situação legal nos termos das disposições que regulam a entrada, permanência e autorização de permanência previstas na legislação da RAEM (Por exemplo: Serem titulares de passaporte / documento de viagem / documento de identificação válido para a entrada e saída da RAEM e não se encontrarem inibidos por lei, etc.).
  Formas de apresentação do pedido
  1.
Apresentação do pedido em pessoa (Vide procedimentos sobre o pedido e documentos necessários abaixo mencionados para os três tipos de trabalhadores não residentes);
  2.
Apresentação do pedido por internet:
Quem pretenda utilizar o serviço de requerimento electrónico, deve obter previamente as autoridades para fazer login no “Sistema Electrónico para Requerimento de Trabalhadores Não Residentes”. Os empregadores ou as agências de emprego licenciadas por eles indicadas têm de apresentar o “Impresso de requerimento para a conta do Sistema de Requerimento Electrónico para TNR” junto da Subdivisão de Trabalhadores Não Residentes deste CPSP, e a quem satisfaça os requisitos é atribuída uma conta para esse efeito. Sobre os procedimentos e os documentos necessários para proceder ao requerimento electrónico no que respeita à autorização de permanência na qualidade de trabalhador, vide “Guia de utilização” no referido sistema:
https://www.fsm.gov.mo/psp/amgesystem/tnr/default.aspx;
  3.
Apresentação do pedido através de conta única de acesso comum aos servicós públicos da RAEM
Os empregadores podem tratar das formalidades do novo pedido e do pedido de renovação da autorização de permanência na qualidade de trabalhador para os seus trabalhadores domésticos através de conta única de acesso comum aos servicós públicos da RAEM. Sobre os procedimentos e os documentos necessários, vide https://license.gov.mo./nrdw/login.
  Documentos a exibir
  1.
Na apresentação de fotocópias dos documentos, o respectivo original deve ser sempre acompanhado para verificação.
  2.
Em caso de falta de exibição do original, a fotocópia apresentada deve ser autenticada.
  Procedimentos sobre o Pedido e Documentos a Entregar
  I.
Trabalhadores não residentes não especializados
    1. Apreciação preliminar
      1.
O requerente deve exibir à Subdivisão de atendimento o original do despacho de Autorização de Contratação e do ofício de notificação, fazendo entrega de:
       
(1)
Requerimento de Autorização de Permanência na Qualidade de Trabalhador devidamente preenchido e uma fotocópia do mesmo;
(2)
Uma fotografia recente, de tipo passe de 1½ polegadas, colorida de fundo branco, com cabeça descoberta;
(3)
Uma fotocópia de passaporte/documento de viagem válido para a entrada e saída da RAEM.
      2.
Após a confirmação de todos os documentos necessários, é-lhe emitido o Recibo do Requerimento, e decorrido 5 dias úteis, o requerente pode consultar pessoalmente o resultado de apreciação preliminar na respectiva Subdivisão, mediante a apresentação do recibo acima mencionado, ou através do Sistema de Consulta do Requerimento da Autorização de Permanência para TNR em fase de apreciação inicial e em fase de apreciação preliminar. Em caso de aprovação, o requerente deve comparecer na Subdivisão de atendimento para efectuar o levantamento do Talão de Documentos de Requerimento, e ainda pode descarregar o “Título de entrada para fins de trabalho” no Sistema de Consulta sobre o título de entrada para fins de trabalho;
      3.
Acompanhado deste título de entrada para fins de trabalho, o trabalhador não residente efectua a sua entrada na RAEM do exterior, entretanto, o agente do posto de migração vai identificar a sua entrada para fins de trabalho e verificar a sua identificação através do sistema informático, e quando este trabalhador satisfaça os requisitos em causa, é-lhe emitida Autorização Provisória de Permanência na qualidade de trabalhador para que o mesmo possa permanecer legalmente na RAEM e aqui trabalhar provisoriamente durante o prazo autorizado.
      Obs.:
      1.
Em caso de contratação de trabalhadores provenientes do Interior da China, devem estes trabalhadores, acompanhados do “Talão de documentos de requerimento”, dirigir-se às autoridades competentes do Interior da China para o requerimento de Salvo-conduto para Deslocação a Hong Kong e Macau da República Popular da China e o respectivo visto de permanência, e com o Salvo-conduto e o visto a eles emitidos, procedem à actualização dos dados na Subdivisão de atendimento através do seu empregador ou da agência de emprego, e em seguida, podem descarregar o “Título de entrada para fins de trabalho” e tratam das formalidades posteriores;
      2.
Em caso de contratação de trabalhadores provenientes de Vietname, estes trabalhadores ainda têm que apresentar o original do Registo Criminal Nacional no.2 emitido pelos orgãos competentes de Vietname (Vide “Padrão de aceitabilidade dos documentos comprovativos” sobre a validade e os requisitos de autenticação destes documentos);
      3.
Entretanto, também necessitam de apresentar os documentos adicionais que se encontram exarados na Autorização de Contratação. Além disso, este CPSP também pode solicitar a prestação de documentos que julque necessários;
      4.
Em caso de contratação de trabalhadores provenientes de Bangladesh, Nepal, Nigéria, Paquistão, Sri Lanka e Vietname, além do “Título de entrada para fins de trabalho”, estes trabalhadores também necessitam de obter previamente o visto para a entrada na RAEM antes da sua chegada à RAEM.
    2. Apreciação definitiva
      1.
O trabalhador não residente deve dirigir-se à Subdivisão de atendimento até ao termo de validade da Autorização Provisória de Permanência na qualidade de trabalhador a ele concedida para tratar das formalidades posteriores, acompanhado do “Talão de documentos de requerimento”;
      2.
Em caso de aprovação, finda a cobrança da taxa para a emissão do respectivo documento, ao mesmo trabalhador não residênte são emitidos o Recibo de Receita Arrecadada e a Autorização de Permanência na qualidade de trabalhador. Acompanhado do Recibo de Receita Arrecadada, este trabalhador pode dirigir-se ao local optado para proceder ao levantamento do documento, conforme a data indicada neste Recibo.
  II.
Trabalhadores não residentes especializados
    1. Apreciação preliminar
      1.
O requerente deve exibir à Subdivisão de atendimento o original do despacho de Autorização de Contratação e do ofício de notificação, fazendo entrega de:
       
(1)
Requerimento de "Autorização de Permanência na Qualidade de Trabalhador" devidamente preenchido e uma fotocópia do mesmo;
(2)
Uma fotografia recente, de tipo passe de 1½ polegadas, colorida de fundo branco, com cabeça descoberta;
(3)
Uma fotocópia de passaporte/documento de viagem/bilhete de identificação de residente da RPC válido para a entrada e saída da RAEM.
      2.
Após a confirmação de todos os documentos necessários, procede-se a apreciação preliminar imediatamente. Em caso de aprovação, é-lhe emitido o “Talão de documentos de requerimento” imediatamente, e após a entrada na RAEM, este trabalhador não residente pode tratar das formalidades posteriores pessoalmente junto da Subdivisão de atendimento, ou através do seu empregador ou da agência de emprego, mediante a apresentação do talão acima mencionado e do seu documento válido. Quando o trabalhador satisfaça os requisitos em causa, é-lhe emitida Autorização Provisória de Permanência na qualidade de trabalhador para que o mesmo possa permanecer legalmente na RAEM e aqui trabalhar provisoriamente durante o prazo autorizado.
      Obs.:
      1.
Em caso de contratação de trabalhadores provenientes do Interior da China, devem estes trabalhadores, acompanhados do “Talão de documentos de requerimento”, dirigir-se às autoridades competentes do Interior da China para o requerimento do Salvo-conduto para Deslocação a Hong Kong e Macau da República Popular da China e o respectivo visto de permanência, e com o Salvo-conduto e o visto a eles emitidos, procedem às formalidades posteriores;
      2.
Em caso de contratação de trabalhadores provenientes de Vietname, estes trabalhadores ainda têm que apresentar o original do Registo Criminal Nacional no.2 emitido pelos orgãos competentes de Vietname (Vide “Padrão de aceitabilidade dos documentos comprovativos” sobre a validade e os requisitos de autenticação destes documentos);
      3.
Entretanto, também necessitam de apresentar os documentos adicionais que se encontram exarados na Autorização de Contratação. Além disso, este CPSP também pode solicitar a prestação de documentos que julque necessários.
    2. Apreciação definitiva
      1.
O trabalhador não residente deve dirigir-se pessoalmente à Subdivisão de atendimento até ao termo de validade da Autorização Provisória de Permanência na qualidade de trabalhador a ele concedida para tratar das formalidades posteriores, acompanhado do “Talão de documentos de requerimento”;
      2.
Em caso de aprovação, finda a cobrança da taxa para a emissão do respectivo documento, ao mesmo trabalhador não residênte são emitidos o Recibo de Receita Arrecadada e a Autorização de Permanência na qualidade de trabalhador. Acompanhado do Recibo de Receita Arrecadada, este trabalhador pode dirigir-se ao local optado para proceder ao levantamento do documento, conforme a data indicada neste Recibo.
  III.
Trabalhadores não residentes domésticos
    1. Apreciação preliminar
      1.
O requerente deve exibir à Subdivisão de atendimento o original do despacho de Autorização de Contratação e do ofício de notificação, fazendo entrega de:
       
(1)
Requerimento de Autorização de Permanência na Qualidade de Trabalhador devidamente preenchido e uma fotocópia do mesmo;
(2)
Uma fotografia recente, de tipo passe de 1½ polegadas, colorida de fundo branco, com cabeça descoberta;
(3)
Uma fotocópia de passaporte/documento de viagem/bilhete de identificação de residente da RPC válido para a entrada e saída de Macau;
(4)
Uma fotocópia do documento de identificação de residente de Macau/Título especial de permanência /Título de identificação de trabalhador não residente válido do empregador.
      2.
Após a confirmação de todos os documentos necessários, procede-se a apreciação preliminar imediatamente. Em caso de aprovação, é-lhe emitido o “Talão de documentos de requerimento” imediatamente, e ainda, pode descarregar o “Título de entrada para fins de trabalho” através do Sistema de Consulta sobre o título de entrada para fins de trabalho;
      3.
Acompanhado deste título de entrada para fins de trabalho, o trabalhador não residente pode efectuar a sua entrada na RAEM do exterior, entretanto, o agente do posto de migração vai identificar a sua entrada para fins de trabalho e verificar a sua identificação através do sistema informático. Quando este trabalhador satisfaça os requisitos em causa, é-lhe emitida autorização provisória de permanência na qualidade de trabalhador para que o mesmo possa permanecer legalmente na RAEM e aqui trabalhar provisoriamente durante o prazo autorizado.
      Obs.:
      1.
Em caso de contratação de trabalhadores provenientes do Interior da China, estes trabalhadores ainda têm que apresentar uma fotocópia de declaração comum de cooperação laboral. Acompanhados do “Talão de documentos de requerimento”, os trabalhadores devem dirigir-se às autoridades competentes do Interior da China para o requerimento do Salvo-conduto para Deslocação a Hong Kong e Macau da República Popular da China e o respectivo visto de permanência, e com o Salvo-conduto e o visto a eles emitidos, procedem à actualização dos dados na Subdivisão de atendimento, e em seguida, podem descarregar o “Título de entrada para fins de trabalho” e tratam das formalidades posteriores;
      2.
Em caso de contratação de trabalhadores provenientes de Vietname, estes trabalhadores ainda têm que apresentar o original do Registo Criminal Nacional no.2 emitido pelos orgãos competentes de Vietname (Vide “Padrão de aceitabilidade dos documentos comprovativos” sobre a validade e os requisitos de autenticação destes documentos”);
      3.
Entretanto, também necessitam de apresentar os documentos adicionais que se encontram exarados na Autorização de Contratação. Além disso, este CPSP também pode solicitar a prestação de documentos que julque necessários;
      4.
Em caso de contratação de trabalhadores provenientes de Bangladesh, Nepal, Nigéria, Paquistão, Sri Lanka e Vietname, além do título de entrada para fins de trabalho, estes trabalhadores também necessitam de obter previamente o visto para a entrada na RAEM antes da sua chegada à RAEM;
      5.
Quando o empregador for titular de título especial de permanência ou possuir o estatuto de trabalhador não residente, deve pôr a sua assinatura na fotocópia do seu documento de identificação e apresentar uma fotocópia do título especial de permanência ou título de identificação de trabalhador não residente de que é titular.
    2. Apreciação definitiva
      1.
O trabalhador não residente deve dirigir-se pessoalmente à Subdivisão de atendimento até ao termo de validade da Autorização Provisória de Permanência na qualidade de trabalhador a ele concedida para tratar das formalidades posteriores, acompanhado do “Talão de documentos de requerimento”;
      2.
Em caso de aprovação, finda a cobrança da taxa para a emissão do respectivo documento, ao mesmo trabalhador não residênte são emitidos o Recibo de Receita Arrecadada e a Autorização de Permanência na qualidade de trabalhador. Acompanhado do Recibo de Receita Arrecadada, este trabalhador pode dirigir-se ao local optado para proceder ao levantamento do documento, conforme a data indicada neste Recibo.
  Taxa (ou imposto)
  Cem (100) patacas
  Duração de tratamento
  I.
Trabalhadores não residentes não especializados
    1. Apreciação preliminar: 5 dias úteis aproximadamente
    2.
Apreciação definitiva: 45 dias aproximadamente
  II.
Trabalhadores não residentes especializados
    1. Apreciação preliminar: imediato
    2.
Apreciação definitiva: 45 dias aproximadamente
  III.
Trabalhadores não residentes domésticos
    1. Apreciação preliminar: imediato
    2.
Apreciação definitiva: 45 dias aproximadamente
  Observações
  I. Data de emissão e validade do "TI/TNR":
    (1)
Data de emissão: Data equivalente à data de emissão do "Recibo de Receita Arrecadada";
    (2)
Data de validade: Conforme o Despacho do SEF ou DSAL, mas não excedendo às circunstâncias estabelecidas na lei sobre a entrada, permanência e autorização de residência na RAEM.
  II.
Forma de exposição de dados sobre a entidade empregadora e categoria profissional ou função no "Título de TNR"
    (1)
A emissão do "Título de TNR" tem por base informações do despacho de "Autorização de Contratação" da Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais, na sua totalidade a(s) língua(s) utilizada(s) no despacho de "Autorização de Contratação" (i.e. chinês, português ou bilingue). [Forma de exposição de dados sobre a entidade empregadora e categoria profissional ou função no "Título de TNR"]
    (2)
No caso em que o despacho de "Autorização de Contratação" da Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais seja redigida em uma só língua (chinesa ou portuguesa) , e se o empregador (ou empregado), na emissão do "Título de TNR", requeira que os dados sobre a entidade empregadora e da categoria profissional ou função, sejam expostas, em duas línguas ou numa só língua (por ex.: a língua original da "Autorização de Contratação" for em chinês, queira solicitar a alteração para português), para assegurar, a uniformidade de dados expressos no "Título de TNR" de acordo com o despacho de "Autorização de Contratação", deve em primeiro lugar, o empregador formular a sua finalidade pretendida junto ao Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais e tratar das formalidades necessárias, actualizando, deste modo, o despacho de "Autorização de Contratação", e só em seguida, dirigir-se a esta Corporação, com a respectiva "Autorização de Contratação" actualizada, para os devidos efeitos.
  III. Multa por Excesso de permanência
    (1)
Nos termos do Regulamento Administrativo n.° 14/2014 (Alteração ao regulamento sobre a entrada, permanência e autorização de residência no que respeita ao excesso de permanência), a partir de 09/07/2014, a permanência na RAEM por período superior ao autorizado é punida com uma multa de MOP500.00, por cada dia que exceda o prazo de autorização de permanência, até ao limite de 30 dias, a pagar imediatamente após a detenção ou apresentação do infractor.
    (2)
A regularização da situação de permanência mediante o pagamento da multa nos termos do número anterior, não é autorizada a quem tenha praticado idêntica infracção há menos de um ano.
    (3)
Quem não regularizar as condições da sua permanência nos termos e prazo do n.°1) é considerado imigrante ilegal e fica impedido de requerer autorização de residência, prorrogação da autorização de permanência ou autorizaçãode permanência de Trabalhador Não-residente pelo prazo de 2 anos, sob pena de rejeição do pedido pelo Departamento para os Assuntos de Residência e Permanência.
    (4)
Nos termos da Lei n.° 6/2004, as pessoas em situação de imigração ilegal, ficam sujeitas à expulsão e interditas de entrar na RAEM por um período a fixar na Ordem de Expulsão.
  IV.
No caso de substituição de passaporte / Salvo-conduto / documento de identificação usado pelo referido trabalhador não residente / agregado familiar do trabalhador não residente / titular de Título Especial de Permanência para requerer Autorização de Permanência em Macau, deve proceder à actualização dos dados do documento e ao requerimento de Boletim de Autorização de Permanência de 2ª via junto do Subdivisão de atendimento, acompanhado do documento novo.
  Documento anexo
  "Padrão de aceitabilidade dos Documentos Comprovativos"
  Descarregar impressos
  Requerimento de "Autorização de Permanência na Qualidade de Trabalhador"
Procuração
  Legislações em páginas electrónicas
  1.
Lei da contratação de trabalhadores não residentes
Lei n.º 21/2009 〔B.O. n.º 43 ( I ), 27/10/2009.〕
  2.
Regulamentação da Lei da contratação de trabalhadores não residentes
Regulamento Administrativo n.º 8/2010 〔B.O. n.º 16 ( I ), 19/04/2010.〕
  3.
Aprova o modelo do título de identificação de trabalhador não residente
Despacho do Chefe do Executivo n.º 191/2020 〔B.O. n.º 37 ( I ), 14/09/2020〕
  4.
Regulamento sobre a proibição de trabalho ilegal
Regulamento Administrativo n.º 17/2004 〔B.O. n.º 24 ( I ), 14/06/2004.〕
  5.
Princípios gerais do regime de entrada, permanência e autorização de residência
Lei n.º 4/2003 〔B.O. n.º 11 ( I ), 17/03/2003.〕
  6.
Regulamento sobre a entrada, permanência e autorização de residência
Regulamento Administrativo n.º 5/2003 〔B.O. n.º 15 ( I ), 14/04/2003.〕
  7.
Alteração ao regulamento sobre a entrada, permanência e autorização de residência no que respeita ao excesso de permanência
Regulamento Administrativo n.º 14/2014 〔B.O. n.º 25 ( I ), 23/06/2014.〕
  8.
Lei da Imigração Ilegal e da Expulsão
Lei n.º 6/2004 〔B.O. n.º 31 ( I ), 02/08/2004.〕
  9.
Alteração à Lei n.º 21/2009 (Lei da contratação de trabalhadores não residentes)
Lei n.º 4/2013 〔B.O. n.º 16 ( I ), 15/04/2013.〕
  10.
Alteração à Lei n.º 21/2009 (Lei da contratação de trabalhadores não residentes)
Lei n.º 10/2020 〔B.O. n.º 27 ( I ), 6/07/2020.〕
  11.
Alteração ao regulamento Regulamentação da Lei da contratação de trabalhadores não residentes
Regulamento Administrativo n.º26/2020 〔B.O. n.º 30 ( I ), 27/07/2020.〕

Cláusulas de utilização e de privacidade. Optimizado para Internet Explorer 9.0 ou superior e 1024 x 768 para melhores resultados de vizualização.
©2010 Governo da Região Administrativa Especial de Macau. Corpo de Polícia de Segurança Pública. Direitos de autor reservados.
Praceta de 1 de Outubro; Comando do Corpo de Polícia de Segurança Pública, Macau
Tel.: (853) 2857 3333  Fax.: (853) 2878 0826  E-mail: psp-info@fsm.gov.mo
main